Tap Web Cíntia Martin

Um mundo de SAPATEADO

Pesquisa 2

O tema deste debate é:

“Em sua opinião, qual a atitude mais correta a se tomar quando você chega para fazer uma apresentação e o chão é completamente inviável para sua performance, e que acabaria prejudicando a apresentação do sapateado ? Ex: linóleo, madeirite, cera no chão, pedra, cimento, etc…”

(“In your opinion, what is the correct way to act when you arrive at a place to dance and the floor is completely wrong to your performance ?)

Envie sua opinião ou comentário para a TapWeb Cíntia Martin. Por enquanto, preencha o formulário ainda no site antigo, clicando aqui.

As mensagens recebidas serão computadas e colocadas o mais breve possível aqui nesta página. Em geral, mensagens postadas até as 16h30min entram no mesmo dia.

….

Repostas até 08h30min do dia 16.06.2009:

sapcin1 sapcin2

Data = 04.04.2008
Nome = Luiz (Recife, PE)
Opinião = Pessoal,
Em virtude dessa confusão toda quanto ao piso adequado, alguém poderia me dizer qual a madeira ideal para a dança??
Obrigado!!

sapcin1 sapcin2

Data = 04.04.2008
Nome = Erivelton (Rio de Janeiro, RJ)
Opinião = faria meu melhor possível. e eu quero volta a fazer sapateado mais não acho academia de sapateado se sabe de alguma me fale por favor.

sapcin1 sapcin2

Data = 15.10.2007
Nome = Naiana Rabelo Chagas (Nova Iguaçu, RJ)

Opinião = Bom isso ja aconteceu várias vezes comigo… Bom o certo seria a madeira para que o Som do Tap se sobresaisse mais que a música ou seja para ficar um bom conjunto… No caso contrário a contegem é prejudicada pq não escutamos nossos próprios sons por mais forças que fazemos… Então devemos fazer a coreografia normalmente,e se tiver uma série de coreografias de diversas modalidades passar o sapateado para o ultimo e se for linólio retirar se não for muito trabalhoso… Em fim a verdade é que o principal no sapateado é o som do Tap que é feito com os pés mais a expressão facial também conta muitooo…

sapcin1 sapcin2

Data = 20.10.2006
Nome = Antonia Marques (São Paulo, SP)

Opinião = Em todas as apresentações das quais participei, nosso grupo visitou antes o local. Felizmente, nós nunca precisamos adotar nenhuma medida de última hora.

sapcin1 sapcin2

Data = 29.12.2004
Nome = Gabriela (Teresópolis, RJ)

Opinião = Essas situações são mesmo constrangedoras rs… isso aconteceu esse ano mesmo agora em novembro, quando fui apresentar no último teatro dos que estava combinado, o chão estava totalmente encerado, uma menina do ballet até tinha caído antes, eu também em uma das minhas coreografias do ballet dei uma escorregada, daí fiquei imaginando a catastrofe que seria o sapateado, avisei as minhas amigas do coro, falamos com a diretora mas nada se podia fazer então seguimos em frente com cautela, nos movimentamos de mais difíceis execuções fomos com mais calma e usamos a expressão artistica,a graciosidade e chamamos mais atenção para os braços e rosto, para amenizar já que os movimentos dos pés não podiam ser executados com muita convicção rs, o pessoal adorou mesmo assim foi muuito legal!! beijinhosss

sapcin1 sapcin2

Data = 13.09.2003
Nome = Mayra Mariana Nunes Oliveira (Piedade, SP)

Opinião = Estou um pouco acostumada em sapetear em chão improprio, mas esse do ultimo Passo de Arte de 2003 foi de dar vergonha… o som estava péssimo, pois o teatro q improvisaram naum tinha a minima acustica… as coreografias q naum utilizaram musicas ficaram lindas, mas as coreografias q tinham música foram prejudicadas… e aqueles microfones em baixo do palco? Bom, na verade naum sei o q faria se eu fosse a diretora, mas o chão estava horrivel…

sapcin1 sapcin2

Data = 31.08.2003
Nome = Margarida Santana (Recife, PE)

Opinião = Conversar com a produção do evento sobre a possibilidade de adiar a apresentação. No caso de cera no chão há um grande risco de escorregar, prejudicando a performance e o mais perigoso: podendo se machucar.

sapcin1 sapcin2

Data = 08.08.2003
Nome = Ednaldo Eiras de Souza (Rio de Janeiro, RJ)

Opinião = Condicionar a apresentação mediante improvisação de espaço necessário. Ex: retirada de material do palco, mudança emergencial de local de apresentação. Caso contrário, explicação informal ao público do descuido ou do desconhecimento, aproveitar locais inusitados e mandar ver!!!!!!!

sapcin1 sapcin2

Data = 24.07.2003
Nome = Odara (Rio, RJ)

Opinião = Já ocorreu comigo na semana retrasada e fiquei apavorada, mas segui em frente com humor e dedicação, no final o público notou as dificuldades que passamos e fomos aplaudidos de pé, graças a Deus. O palco não permitia que o som evoluísse da maneira correta e o tornou sujo, mesmo sendo alunos de nível intermediário.

sapcin1 sapcin2

Data = 25.06.2003
Nome = Idamar (São Paulo, SP)

Opinião = Bom Dia,
Fico feliz de poder participar deste debate.
Faço sapateado. Estou no básico e tenho 53 anos.
Estou adorando.
Quanto a opinião, penso que uma das maneiras é verificar se há uma mesa bem forte e de madeira para fazer a apresentação. Abraços, Ida

sapcin1 sapcin2

Data = 23.03.2003
Nome = Francine Jubran (Tatui, SP)

Opinião = Certa vez fui dançar com o grupo em que fazia parte, a convite da prefeitura de nossa cidade. Os organizadores do evento nos disseram que haveria um palco, pois a apresentaþÒo seria na rua…. Bom quando chegamos no local vimos um minusculo palco então resolvemos dançar no asfalto no meio da rua mesmo, foi ótimo pois o publico gostou, depois foi só trocar as chapinhas, que ficaram bem riscadas!!!!!

sapcin1 sapcin2

Data = 11.12.2002
Nome = Nielici Camargo (Maringá, PR)

Opinião = Primeiro respiro fundo, pq a vontade que dá é simplesmente virar, no pé, todos os itens citados. Como moro no interior do Paraná, já convivi com todos eles, inclusive tirar o linóleo, e o chão era de cimento com cera. No caso deixo o linóleo e danço. Com madeirite tb danço, cera no chão tento removê-la. Pedra e cimento vou embora, sem condições. Beijos.

sapcin1 sapcin2

Data = 06.12.2002
Nome = Jan Lawton (Scottsdale, Arizona, USA)

Opinião = Make it work the best you can…..We are tappers not prima donas. Look around re-set the stage…move it outside, whatever you can do to get the rhythm and the beats across to the audience. My only other comment is….the booked show should have been checked out prior to performing date by the manager or someone in the tap group, so no suprises.
Thanks, GREAT WEB SITE…. Jan Lawton

sapcin1 sapcin2

Data = 20.11.2002
Nome = Milena Nogueira Bicudo (Campinas, SP)

Opinião = Em uma apresentação (do grupo que faço parte) no Shopping de Campinas (Galleria) nós passamos por isso. Não me lembro muito bem o que que tinha no chão, mas estava escorregadio. Bom, encaramos numa boa. Dançamos “empolgados” e como se tudo estivesse normal, sem nenhum errinho de palco. O shopping não é um lugar “acostumado” com sapateado, nesse local tem mais ballet, então os “pisos” mudam… mas, acho que tem que ser uma coisa normal, uma apresentação muito bonita!!!

sapcin1 sapcin2

Data = 05.10.2002
Nome = Marcela Paim (Rio de Janeiro, RJ)

Opinião = Quem nunca chegou num festival crente que seria tirado o lin_leo,mas como o tempo tava curto a modalidade “sapateado” foi adiantada e teve que se apresentar assim mesmo? Quem nunca teve que sapatear em pedra, cimento, tapete… madeirite… e não pode nem abrir a boca pra reclamar? Sorte de quem nunca passou por essas situações!! Afinal, nessas horas nós vemos como o sapateado está sendo tratado no Brasil. E’ triste ver isso… mas nós estamos lá para mostrar nosso trabalho… então cabe_a erguida, pés afinados.. e vamos em frente! Afinal, o show tem que continuar!!

sapcin1 sapcin2

Data = 12.07.2002
Nome = Bianca (Indaiatuba, SP)

Opinião = Aqui na minha cidade, já foi pedido pela secretaria de cultura que fosse feito uma apresentação de sapateado em um Festival de Dança da cidade. Mas o chão não era o ideal e portanto o som não ficou dos melhores. Teve um reporter de um jornal da cidade que criticou a atuação dos dançarinos, o que foi frustrante. Portanto, na minha opinião, o próprio bailarino precisa averiguar se há ou não condições de fazer uma apresentação e, em conjunto com outros dançarinos e até da própria escola de dança, providenciar o piso “ideal”.

sapcin1 sapcin2

Data = 28.02.2002
Nome = Camila Lopes (Maringá – PR)

Opinião = E’ uma situação complicada, mas como verdadeiro artista deve-se dançar mesmo assim. Neste caso o que vale é a criatividade, o improviso e o amor à dança.

sapcin1 sapcin2

Data = 02.06.2001
Nome = Axel Kaulich (tap3, Vienna/Austria/Europe)

Opinião = Normally I do a reharsel the day before so i can check if everything is allright with the floor. But sometimes it happens that I arrive 15 minutes before the show and have no idea what the floor is like. I would never say I cant dance on this floor because then you loose the job and people think you are unprofessional, so its always good to have a 1 to 1 meter or more hard plastic floor with you (which you can crap) so nothing can happen. Even if the performance will not be the same way as you planned it before, you perform and thats the only thing you and the audience wanted.

Greetings from Vienna
Ciao Axel
http://beam.to/tap3

sapcin1 sapcin2

Data = 24.01.2001
Nome = Mayra Araujo (Palmas, TO)

Opinião = Infelizmente é sabido por todos q as apresentações de sapateado nem sempre podem ser feitas sobre um piso ideal, em virtude das circunstâncias, mas não se pode deixar de dançar por esse empecilho, ao contrário, o esforço deve ser redobrado para q o show não se ofusque, cabe inclusive o improviso!

sapcin1 sapcin2

Data = 24.11.2000
Nome = Holly O’Connor (Ontario, NY – United States of America)

Opinião = I think that you should tell the person in charge that you can not dance on this floor

sapcin1 sapcin2

Data = 30.10.2000
Nome = Adriana Pereira (Viamão, RS)

Opinião = O linóleo para o sapateado tem que fazer muita força. Cera no chao é pior, porque qualquer coisa pode cair. Pedra nem se fala, cimento pior. O melhor é aquela madeira boa para sapateado, apesar de quem vai divulgar apresentação não conhecer a madeira boa.

sapcin1 sapcin2

Data = 24.06.2000
Nome = Tharine Vieira (Curitiba, PR)

Opinião = Eu acho que esses festivais que tem um chão apropriado não deveriam permitir a apresentação de sapateado! É uma sacanagem ter que dançar nestes tipos de chão, deveriam organizar melhor e apropriar os chãos!

sapcin1 sapcin2

Data = 18.06.2000
Nome = Roberta (Porto Alegre, RS)

Opinião = Quem nunca dançou em festival onde não tiraram o linóleo, em praça onde o chão é de cimento, até em shopping em cima de tapete. E’ um abuso, mas nós como artistas, temos que nos submeter a isso. Vamos reclamar, mas ao mesmo tempo vamos mostrar que a gente é melhor que todos, que somos capaz de sapatear onde é quase impossível… Sapatear em linóleo, tapete, cimento é a mesma coisa que um nadador nadar fora d’agua. E’ horrível, mas acho que acima de tudo temos que nos mostrar como artista e dizer para todos que não vai ser aquilo que vai nos tirar a felicidade de estar ali dançando mostrando a nossa arte. Vamos mostrar que apesar de ser impossível dan_ar em linóleo, cimento, madeirite, chão com cera, em cima de tapete, nós sapateadores somos artistas, nos viramos e conseguimos.

sapcin1 sapcin2

Data = 16.06.2000
Nome = Karol Silton (Fortaleza, CE)

Opinião = Aprendi no decorrer da minha jornada de show por esse Brasil afora, que nem sempre teremos o palco ideal para uma boa performance, mas cabe a nós, performers, fazermos desse palco nosso melhor instrumento.

sapcin1 sapcin2

Data = 16.06.2000
Nome = Luciana Neves, SP

Opinião = A atitute mais sensata seria chamar o organizador do evento e explicar a situação, tentando transferir a apresentação para outra data. Casos como estes já aconteceram comigo, daí resolvi fazer um investimento em placas de madeira que levo para todas apresentações. É trabalhoso mas vale a pena, pois qualidade é fundamental.

sapcin1 sapcin2

Data = 17.05.2000
Nome = Salustiana Ribeiro (Manaus, AM)

Opinião = A medida em que no sapateado temos a percussão no pé, um chão que não nos dê o retorno de som será prejudicial tanto para quem assiste, pois o o efeito não vai ser o mesmo, como para quem está executando a coreografia, pois vai ter dificuldade de reproduzir o que idealizou. A solução é saber a priori sobre o chão, se ainda assim houver problemas, se recusar a dançar é a melhor saída, evitando que uma arte como o sapateado seja desvalorizada.

sapcin1 sapcin2

Data = 02.05.2000
Nome = Thiago Marcelino, RJ

Opinião = Quando se torna profissional, tem que aceitar todas as condições de trabalho, nós temos que ser humildes e nossa obrigação é mostrar que nós brasileiros sabemos sapatear tão bem quanto os americanos.

sapcin1 sapcin2

Data = 13.04.2000
Nome = Juana Navarro (Salvador, BA)

Opinião = Normalmente me informo antes com o/a organizador/ra sobre o piso ou palco, mas quando é de última hora e o chão não é adequado, simplesmente me recuso a dançar, pois os riscos de queda e erros que corremos num piso inadequado são inúmeros, então não dançaria !!!

Abraços, Juana

sapcin1 sapcin2

Data = 12.04.2000
Nome = Diana (Rio de Janeiro, RJ)

Opinião = Bom … isso é a pior coisa que pode acontecer para os amantes do sapateado … O chão e o sapato são coisas fundamentais e se o chão não agrada … Mas para um sapateador, nada é pretexto , mesmo que a qualidade do som não seja boa , o público entende… mas é uma pena . Eu já dancei nos seguintes pisos :
muito escorregadio : quase levei um tombo
Num estacionamento (cimento péssimo ) : estraguei meu sapato
No chão com linóleo : prendia o pé toda hora

O q fiz ? Dancei e superei as dificuldades , tentando assim mostrar para o público que uma dança tão bonita merece mais apoio !

sapcin1 sapcin2

Data = 02.04.2000
Nome = Luciana Cristhina Theodoro Correa (Campinas, SP)

Opinião = Sempre vejo em programas (televisão) de auditório… quando vao pessoas se apresentar dançando sapateado… eles colocam um piso de madeira… mas tipo ele pode ser retirado e colocado facilmente… a melhor coisa a fazer para nao haver mais esse problema de piso… é sempre bom poder contar com um carpete desse… assim facilita tudo! E bom sempre ter em mãos!

É sempre bom fazer o máximo para ter um lugar com o piso no mínimo bom para dançar, e fazer de tudo até o ultimo minuto antes da apresentaçao tentar ter um piso legal… caso contrario nao seria nada legal nam pra pessoa que esta dançando nem ao publico da apresentaçao se for em um lugar com o chao nem um pouco favoravel!

Beijinhos! Smacksss :o)
Luciana

sapcin1 sapcin2

Data = 09.03.2000
Nome = Marcello Trigo, RJ

Opinião = Estive na Casa Franca Brasil na noite em que Cintia Martin e Valeria Pinheiro se apresentaram pela ultima vez, e pude observar o verdadeiro descaso com que que as artistas foram tratadas em relação ao espaço para sapatearem. O chao fazia barulho, mas estava bambo e, além disso, o retorno para que as dancarinas se escutassem estava prejudicado, impedindo-as de saber como o espetaculo estava saindo. Entao, eu acho que a questao do palco nao estar pronto para acolher um espetaculo que precisa de um bom chao, eh o mesmo que nao haver iluminacao para apresentar uma peça. Eh o mesmo que apresentar-se sem sapato. A questao nao deve nem existir, uma vez que os acertos finais devem ser feitos com o pessoal que prepara o palco antes mesmo de neste subir o sapateador. Chegar ao local e nao ter chao, eh algo que nao deve nem ser cogitado.

Mas, se tudo acontecer ao contrario mesmo, acho que o improviso eh necessario. Tipo: diminuir o numero a uma performance mais enxuta e concentrar a atencao da plateia para que ela nao se disperse por causa do pouco som.

Marcello Trigo

sapcin1 sapcin2

Data = 14.12.99
Nome = Rosemary Aparecida de Jesus (Goiânia, GO)

Opinião = Normalmente, eu faço placas de madeira separadas e ali são realizadas as performances. Porém não é o ideal, mas serve pra quebrar o galho !

sapcin1 sapcin2

Data = 14.12.99
Nome = Ana Carolina Intrieri Locatelli e Priscila Bernacca
(São José dos Campos, SP)

Opinião = Apresentar mesmo assim explicando ao público sobre as condições e pedindo a compreensão.

sapcin1 sapcin2

Data = 08.12.99
Nome = Andrea Kopp (Curitiba, PR)

Opinião = Realmente é uma situacao terrível que já aconteceu conosco varias vezes…. quando é tapete e a coreografia é com musica até vai… informamos que a apresentacao será prejudicada… Mas quando fica totalmente inviável, não nos apresentamos. Atualmente eu sempre me informo BEM como será o palco. Beijos

Andrea Kopp / Curitiba.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: